Cultura organizacional: a chave para o sucesso

Notícias

Cultura organizacional: a chave para o sucesso

08 de março, 2018

Tudo que um empreendedor almeja, antes mesmo de iniciar um novo negócio, é o sucesso de sua empresa ou de seu projeto. Mas para alcançar o objetivo não há uma simples receita. Para atravessar o caminho das pedras, é muito importante ter definido muito bem o seu conjunto de crenças, costumes, valores éticos e morais, e comportamentais, ou seja, o seu sucesso está relacionado diretamente com a cultura organizacional praticada em seu dia a dia.  

“Uma boa cultura e um bom clima podem motivar os colaboradores e ajudá-los a crescer junto com o empreendimento, assim como uma cultura ‘desorganizacional’ pode contribuir para problemas de produtividade e no ambiente de trabalho”, explica a professora da Faculdade Estácio Curitiba e mentora de Gestão do Capital Humano, Érika Lotz.

Um exemplo é a trajetória profissional do arquiteto e urbanista Luciano Tukairim Oyama, de 38 anos, que entrou para trabalhar na Kaitech Solutions, em 2012, apenas para se manter e auxiliar nos seus estudos, e hoje 6 anos depois já vê a empresa com outro olhar. O projetista industrial observa, que a sua oportunidade foi ampliada. Mesmo a Kaitech tendo o foco voltado à engenharia, Oyama busca aplicar o seu conhecimento em suas ações diárias.

“Uma fábrica é como se fosse uma cidade, ela possui tráfego, ela tem pedestres e setores. Tanto é que têm escritórios de arquitetura, que trabalham com plano diretor de fábrica, para identificar o zoneamento e o que pode ou não atrelar em uma planta”, comenta Oyama, que acrescenta: “acredito que um dos maiores diferenciais, que adquiri durante o curso e que consigo colocar em prática é a visão 3D, que facilita na hora de dimensionar o espaço”.

Antes de vir a Curitiba, Oyama trabalhou e morou no Japão. “Fui para lá com 17 anos, com a meta de ficar apenas 3 anos, mas acabei gostando e ficando no país por 12 anos”.

Além do seu curso superior, essa experiência oriental fez toda a diferença na hora da sua contratação. Para Eduardo Yoshida, um dos sócios da empresa, tanto a Kaitech quanto o colaborador têm a ganhar. “Essa soma e troca de conhecimentos é o que nos enriquece a cada dia. Hoje, além dos três sócios, contamos com colaboradores, com vivência em empresas japonesas. Toda a equipe tem a missão de promover consultoria, treinamento e projetos a fim de contribuir para o contínuo desenvolvimento humano e aumento de competitividade nos setores industrial e de serviços”, comenta Yoshida.

A empresa já atende, por exemplo, os segmentos – automobilístico, linha branca, higiene e limpeza, e também o agronegócio. “Mas o nosso objetivo é também atender a construção civil, ampliando assim o horizonte de atuação do Oyama. Entendemos, que essa expansão vem para agregar valor não só ao nosso crescimento, mas também a carreira dos nossos profissionais, neste caso do Oyama”, declara Yoshida.

Saiba identificar as características da sua empresa

Elementos tangíveis: são visíveis a todos os membros da organização, caracterizados pelos aspectos formais como estratégias, objetivos, tecnologia, políticas, diretrizes de pessoal, métodos e procedimentos, estrutura organizacional, títulos, descrições de cargos, práticas operacionais, medidas de produtividade física e financeira.

Elementos intangíveis: são os aspectos informais e subjetivos, que apresentam elevada influência no comportamento dos membros da organização, compostos por crenças, valores, expectativas, percepções, atitudes das pessoas, sentimentos, comportamentos, padrões de integração informais, normas do grupo, relações afetivas, padrões de influência e autoridade.

Comente pelo Facebook

Proluv
Top